Rua 25 de Dezembro, 13 - Centro || 8h às 17h - Segunda a Sexta-feira

Notícias • 17/06/2021
Pandemia trouxe visibilidade para a importância do profissional de fisioterapia, destaca presidente do CREFITO em entrevista à rádio

Nesta quinta-feira (17) o Jornal da Hora entrevistou o presidente do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional de MS (Crefito), Dr. Renato Silva Nacer, que reiterou a importância dos profissionais de fisioterapia no tratamento da Covid-19.

“A demanda de trabalho aumentou consideravelmente para essa área de reabilitação pós covid, para área de atendimento do paciente com casos agudos. O serviço de fisioterapia é essencial, que depende de acompanhamento contínuo. A procura por atendimento fisioterapêutico para atender sequelas do covid aumentou”, afirmou o presidente do Crefito. 

Segundo Renato Nacer, o tempo médio de recuperação das sequelas é de dois a três meses, e que as maiores reclamações são sobre as ”dificuldades em realizar atividades fáceis, diminuição da força muscular, dificuldades de se deslocar de um cômodo para outro, de cozinhar, tomar banho”. 

Ele também afirmou que foi preciso uma pandemia para o fisioterapeuta ganhar visibilidade. “Infelizmente, a pandemia trouxe bastante visibilidade para a fisioterapia, e a população vai ter um olhar um pouco diferenciado em relação à profissão”. 

Atualmente, existem 3500 profissionais fisioterapeutas registrados no estado, e desse número, quase 2000 estão só em Campo Grande.

Acessibilidade

O presidente do Conselho
Regional de Fisioterapia e Terapia

Tamanho da Fonte: A+ A-
Contraste da Tela:
Mapa do Site