Rua 25 de Dezembro, 13 - Centro || 8h às 17h - Segunda a Sexta-feira

Notícias • 13/04/2021
Conselhos profissionais reforçam a necessidade de Fisioterapeutas, Terapeutas Ocupacionais, Farmacêuticos, Odontólogos, Enfermeiros e Médicos sejam priorizados no grupo de vacinação dos Trabalhadores da Saúde

A vacinação para profissionais da Saúde contra COVID-19 esteve em pauta na reunião com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande), realizada na segunda-feira (12/04), com os representantes do CREFITO-13 (Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional), CRF (Conselho Regional de Farmácia), COREN (Conselho Regional de Enfermagem) e CRO (Conselho Regional de Odontologia). 

Os conselhos buscam a ampliação da vacinação aos profissionais da saúde para que estes sejam priorizados no grupo de vacinação dos Trabalhadores da Saúde. A imunização dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais que atuam nos hospitais de Campo Grande já ocorreu, incluindo a segunda dose, no entanto, os profissionais da rede particular aguardam a primeira imunização que segue o PNI por faixa etária. Grupos que foram recém incluídos, como da Força de Segurança, policiais, bombeiros e guardas, receberam doses “carimbadas” do Ministério da Saúde. 

Os Conselhos apresentaram dados sobre o número de profissionais dessas áreas que ainda não foram imunizados na Capital ao secretário municipal de Saúde, José Mauro, e a superintendente de Vigilância em Saúde, Veruska Lahdo. Para os Conselhos, pelos números, é fundamental e viável que seja destinada uma etapa da vacinação para imunizar todos os profissionais, que estão diretamente expostos ao vírus.  

Segundo o presidente do CREFITO-13, Dr. Renato Silva Nacer, muitos fisioterapeutas têm atendido pacientes contaminados, tanto em domicílio quanto em seus consultórios ou clínicas, evitando a internação hospitalar desses pacientes e, consequentemente, minimizando o impacto no sistema de saúde do município. Nacer explica, que "no atendimento aos pacientes, os profissionais realizam técnicas que podem gerar aerossóis e aumentam o risco de contaminação, como a VNI, oxigenioterapia e aspirações, e que essas técnicas são realizadas com os pacientes sem máscara". 

O presidente do CREFITO-13 ressalta, que "os Terapeutas Ocupacionais atuam com pacientes que apresentam dificuldades de (re)inserção e participação na vida social, como pessoas com Transtorno do Espectro Autista, que muitas vezes não se adaptam com a máscara“. 

Apoios

A vacinação dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais foi reforçada com o pedido de inclusão de todos os profissionais, pelo vereador de Campo Grande, Ronilço Guerreiro, na lista de prioridades para a vacinação. Os fisioterapeutas estão inclusos, mas a partir dos 45 anos, e o parlamentar pede para que seja liberada a vacinação para qualquer idade. 

Em Dourados, o presidente do CREFITO-13, Dr. Renato Nacer, solicitou o apoio do vereador Sérgio Nogueira para que os profissionais do município sejam priorizados na campanha de imunização. 

Ficou decidida após nova reunião realizada no fim da tarde de segunda-feira (12/04), por vídeo conferência, entre diversos conselhos da área da saúde, a estratégia de buscar apoio político em Brasília-DF com os parlamentares para que pressionem o Ministério da Saúde no sentido de ampliar a quantidade de vacinas contra COVID-19 enviadas para esse público aqui do nosso Estado (trabalhadores da saúde); e solicitar apoio do MP (Ministério Público Estadual) para que o mesmo nos ajude nessa luta no sentido de pressionar os municípios a concluírem a vacinação dos trabalhadores da saúde antes de ampliar para outras áreas.

Acessibilidade

O presidente do Conselho
Regional de Fisioterapia e Terapia

Tamanho da Fonte: A+ A-
Contraste da Tela:
Mapa do Site